Farol do Cabo da Roca – Sintra

Pelas comemorações do Dia da Marinha, a 20 de maio, foi aberto ao público o Farol do Cabo da Roca, situado na ponta mais Ocidental da Europa, no Concelho de Sintra. Ao visitá-lo, fomos guiados por um dos faroleiros, que nos indicou que todos os assinalamentos marítimos são geridos pela Marinha, pelo que os 53 faróis portugueses não são exceção.

 

Este é um farol que data de 1772 e conta com 22 metros de altura e 165 metros de altitude. Enquanto que anteriormente funcionava manualmente, com o faroleiro a dar à corda, hoje em dia funciona automaticamente, com uma lâmpada permanente e duas de reserva, e dois motores de rotação, também um deles de reserva.

 

Lâmpada atual do Farol
Lâmpada atual do Farol
Motor do Farol
Motor do Farol
Farol painel de ótica
Farol painel de ótica

A dado momento, foi utilizado um painel de aparelho ótico hiper-radiante, com 1330 mm de distância focal, mas deixou de ser comummente utilizado e hoje apenas existe um em funcionamento, no Farol do Cabo de S. Vicente, em Sagres.

Painel de aparelho ótico hiper-radiante
Painel de aparelho ótico hiper-radiante

 

No entanto, uma das peças que se manteve em utilização ao longo dos anos foi a ótica de cristal, mais eficaz do que os painéis de luzes mais recentes que apresentavam muitos problemas de humidade e limpeza.

Painel de Luzes automáticas
Painel de Luzes automáticas

 

Todos os faróis são de diferente arquitetura, de forma a serem reconhecidos durante o dia. Apenas à noite se ligam as luzes de forma automática, ao realizar uma leitura de luz exterior que permite perceber se existe ou não luminosidade natural. Está ligado à energia da rede pública e a um gerador, para o caso de haver uma avaria na rede. Assim, a missão mais importante do faroleiro é garantir que o farol nunca fique apagado, mas caso haja algum problema é possível colocar manualmente uma lâmpada ligada a uma bateria. Caso não seja possível, tem de se lançar um alerta. É também o papel do faroleiro abrir e fechar as cortinas que rodeiam o farol, que ficam fechadas durante o dia.

Farol do Cabo da Roca 1
Farol do Cabo da Roca 1

 

O  alcance luminoso deste farol é de 26 milhas, exceto se estiver nevoeiro ou outras condições meteorológicas desfavoráveis. É atualmente assegurado por três faroleiros, que realizam turnos de 24 horas e garantem o funcionamento deste assinalamento marítimo entre o Cabo da Roca e a Ericeira. Os faroleiros têm um conjunto de tarefas bastante amplo, entre as quais estão a manutenção e reparação de peças dos faróis. Visitámos a antiga oficina dos faroleiros, no piso térreo do farol, onde estão também expostas algumas peças que já não são utilizadas nos faróis.

Oficina do Faroleiro 1
Oficina do Faroleiro 1
Oficina do Faroleiro 2
Oficina do Faroleiro 2
Antigas Lâmpadas do Farol
Antigas Lâmpadas do Farol

 

A título de curiosidade, os faroleiros, após o seu curso obrigatório, têm como trabalho final a realização de uma peça de funcionamento de um farol, que posteriormente é colocada num dos 53 faróis costeiros que dela mais necessite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *